Sem raias Rotating Header Image


Frio, muito frio…

Nesse último domingo participei da VII Etapa do Circuito de Maratonas Aquáticas. A água estava entre 15˚C e 18˚C, fora da água a temperatura era de 11˚C.

Nadar nesse frio é um desafio e tanto. No começo eu não conseguia colocar a cabeça dentro da água para soltar o ar. Fiquei uns 200m alternando entre crawl com a cabeça fora da água e costas, até conseguir nadar normalmente. Quatro nadadores foram para a ambulância devido ao frio.

As dicas para nadar em água tão fria são:

  • usar duas ou três tocas pois se perde bastante calor pela cabeça (eu usei duas tocas);
  • passar uma mistura de lanolina com vaselina no corpo, principalmente nas costas, na altura dos rins (usei esse mistura);
  • fazer um aquecimento de uns 300m para não ter o problema que tive de não conseguir enfiar a cabeça na água (não tive coragem de fazer isso…:-P);
  • quando estiver esperando a largada, ficar com água na altura da cintura e enfiar o rosto na água para soltar ar, para se acostumar com o frio (não fiz isso por desconhecer essa técnica);
  • ao término da prova, se enxugar e colocar roupa seca e quente o quanto antes (fiz isso);
  • ao término da prova, tomar líquidos quentes para “esquentar por dentro” (levei chá quente que tomei logo após a prova);
  • pessoas com pouco índice de gordura no corpo podem ter problemas (minha última medição diz que tenho 21% de gordura, que chamo carinhosamente de “meu flutuador embutido”).

Enfim, foi uma experiência muito interessante que pretendo fazer novamente! 🙂

A organização da prova afirmou que o percurso tinha 4.000m, mas no Google Maps deu uns 4.600m:


Visualizar São Bernardo – Ago/2010 em um mapa maior

Tive a honra de nadar com nadadores de nível mundial, dentre eles Ana Marcela, com quem já tinha nadado em Bertioga, e que também ficou em primeiro geral no feminino, e Samuel Menegon de Bona, que terminou em primeiro geral no masculino.

Samuel Menegon De Bona

Samuel Menegon De Bona


O ESPBR contou um pouco mais sobre a prova:

O frio foi o maior desafio dos competidores da 7ª etapa do Circuito de Maratonas Aquáticas, ontem, em São Bernardo. A área próxima ao Parque Estoril, na Represa Billings, recebeu mais de 1.000 de várias idades distribuídos entre 17 categorias.

Fonte: ESPBR

Terminei em 4˚ na minha categoria que tinha 7 nadadores e em 36˚ no geral masculino que tinha 52 nadadores. Usando meu lado engenheiro, coloquei em um gráfico a quantidade de pessoas do geral masculino por faixa de tempo (de 00:50 a 00:54, de 00:55 a 00:59 e assim por diante), calculei o tempo médio e comparei com meu tempo, só para ver se estou na média do pessoal.

Análise do tempo médio da prova de São Bernardo

Análise do tempo médio da prova de São Bernardo

Resultados de 2010 até o momento:

Etapa Data Distância Tempo Na categoria No geral masculino
Santos 31/01 4km :38:37,37 8º de 14 62º de 103
Wet’n’wild 27/02 4km :51:43,52 6º de 11 84º de 123
Caraguatatuba 21/03 5km 1:22:39,03 6º de 13 44º de 75
Jacareí 18/04 6km 1:34:11,65 6º de 8 57º de 72
Ubatuba 23/05 8,5km 2:25:35,43 7º de 8 49º de 79
Bertioga 20/06 4km 1:02:56,34 2º de 7 31º de 52
São Bernardo 15/08 4km 1:19:02,86 4º de 7 36º de 52

Bom, agora vamos treinar para a próxima, em setembro.

2 Comments

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Joca Torres, gleicon. gleicon said: curioso perder calor pela cabeça RT @jocatorres: relato de minha prova de maratona aquática domingo com .. água a 16˚C: http://bit.ly/9P89g8 […]

  2. […] comentei nesse blog sobre a prova em que nadei em água bem fria . Acho que os 15˚C da água nesse dia não são nada perto dessas fotos […]

Leave a Reply